A coronavírus (COVID-19) já é uma realidade nos dias atuais, uma doença infecciosa causada por um novo vírus que causa infecções respiratórias e tem levado países inteiros ao isolamento social para frear a disseminação da doença.

E é justamente sobre o que nós colecionadores podemos fazer nesse período de isolamento que vamos falar nesse artigo.

Siga a leitura do artigo e descubra 3 coisas que você pode fazer durante o isolamento e que fará você aproveitar o tempo em casa.

1. Cuidar da sua saúde

Eu sei, isso é o básico e tem vários sites, portais de notícias, redes sociais e meios de comunicação cheios de dicas de como cuidar da saúde nesse período, por isso vamos ser breves aqui.

As dicas básicas para prevenir o contágio são:

1.1. Lavar as mãos com água e sabão ou use álcool em gel

Dica 1: lavar as mãos com água e sabão ou usar álcool em gel

Eu sei que você não manuseia suas moedas ou selos com as mãos sujas, então já está acostumado a lavar bem as mãos.

Continue com esse bom costume, antes e depois de manusear sua coleção ou pegar em objetos que podem ser fontes de disseminação de doenças, como encosto de cadeiras, maçanetas de portas, sapatos, talheres e objetos comuns (conhas, pegadores, pentes, escovas, saleiros, etc.) ou outros locais onde outras pessoas também podem pegar.

Uma opção rápida e também eficiente para assepsia e para matar o COVID-19 é usar álcool em gel 70%.

1.2. Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir

Dica 2: cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir

Se você já viu alguém tossindo e depois pegando em uma moeda? Eu já vi; é uma cena muito desagradável.

Se você der vontade de tossir enquanto está manuseando algum objeto, seja da coleção ou não, cubra o nariz e boca com a mão ou, o mais recomendado, procure tossir ou espirrar em seu antebraço e não em suas mãos.

Lembre-se de voltar a dica 1 depois disso, senão estará passando mucos desagradáveis e germes para os locais onde colocar as suas mãos. Ah, e se tossiu no antebraço, lave-o também.

1.3. Evite aglomerações

Dica 3: evite aglomerações

Eu sei que a maioria dos colecionadores gostam de interagir com outros colecionadores, fazer aquele encontro mensal ou até encontrar com os amigos nos finais de semana para ver as novidades de cada coleção.

Mas esse não é o momento para isso, evite os encontros, as feiras, as visitas no clube filatélico e no encontro numismático, assim correrá menos risco de ser infectado pelo Coronavírus COVID-19.

Logo venceremos esse vírus e tudo voltará ao normal.

1.4. Mantenha os ambientes bem ventilados

Dica 4: mantenha os ambientes bem ventilados

Manter ambientes bem ventilados é sempre uma boa dica, seja para nós, seja para os locais onde você guarda sua coleção.

Se você for manusear itens de sua coleção durante o período de isolamento, abra as janelas, deixe o sol entrar no local, isso será bom pra você e para a sua coleção.

1.5. Não compartilhe objetos pessoais

Dica 5: não compartilhe objetos pessoais

Essa já falamos um pouco na dica 1, mas compensa reforçar. Se você está aproveitando esse período para tentar descobrir variantes em suas moedas ou algum filigrana de seus selos, não fique passando o item de mão em mão, porque além de correr o risco de estragá-lo, pode estar transmitindo ou recebendo o vírus.

Não compartilhe lupas, pinças ou fique passando o álbum de cédulas, moedas e selos para todos da família ver suas raridades, essa prática só aumenta possibilidade de infecção pelo coronavírus COVID-19.

2. Estudar: aprender mais

Durante o tempo de isolamento, ou quarentena como alguns chamam, você não pode ficar parado. Inúmeras são as fontes de informação para você se atualizar.

As Sociedades, Associações, Clubes e entidades relacionadas ao colecionismo estou liberando vários conteúdos gratuitos para os colecionadores.

Além disso, nós do Collectgram não paramos e estamos sempre alimentando o Blog com artigos incríveis para os colecionadores. Venha sempre aqui para ler as novidades.

Acompanhe abaixo as publicações gratuitas liberadas pelas entidades de colecionadores para estudo durante o período de isolamento social:

Boletim 77 da SNB

A Sociedade Numismática Brasileira (SNB) liberou para todos os colecionadores, associados e não associados, o PDF do boletim nº 77.

O boletim semestral tem por objetivo levar ao colecionadores pesquisas e artigos numismáticos e de outras áreas que possam a vir enriquecer o conhecimento.

Para fazer download do boletim, clique na capa abaixo:

Boletim 77 da Sociedade Numismática Brasileira
Boletim 77 da Sociedade Numismática Brasileira

Informativo FILACAP nº 200

Desenvolvido pela Associação Cultural Filacap desde 1972, sob a coordenação de José Maurício do Prado, o número 200 do informativo traz vários artigos e novidades filatélicas e numismáticas.

Clique na capa para fazer download:

Informativo FILACAP nº 200: clique na capa para fazer download
Informativo FILACAP nº 200: clique na capa para fazer download

Revista Numismática Brasileira (RNB)

A RNB é uma revista semestral que conta com suas primeiras edições em 1933 e mantém uma publicação de qualidade com informações de estudos e outras relacionadas a Numismática. A edição atual, é o volume XXIII, nº 1-2 de 2019.

Revista Numismática Brasileira - Vol. XXIII, nº 1-2, 2019: clique na capa para fazer download
Revista Numismática Brasileira - Vol. XXIII, nº 1-2, 2019: clique na capa para fazer download

Revista M da Casa da Moeda de Portugal

A Revista M é a revista digital do Museu Casa da Moeda. Publicam-se textos que representam contributos relevantes para os estudos de Numismática, Medalhística e outras ciências. Admitem-se textos para publicação nas línguas portuguesa e inglesa e acolhem-se propostas para números monográficos dedicados a temáticas específicas.

Nessa edição, traz um artigo do numismata brasileiro João Goulart de Souza Gomes, que trata de "A escassez de moeda na América portuguesa no final do século XVII e a implantação da Casa da Moeda na Bahia".

Revista M número 2 - 2019: clique na capa para fazer download
Revista M número 2 - 2019: clique na capa para fazer download

2. Organizar a coleção

Esse é um ótimo momento para você organizar sua coleção. Separe um tempo durante o isolamento social devido ao coronavírus COVID-19 e tire tudo de onde você guarda e comece a organização do seu acervo.

Se você está se perguntando sobre o risco de transmitir coronavírus COVID-19 para seus itens, fique tranquilo, o vírus não sobrevive muito tempo em objetos. Veja o infográfico abaixo:

É nesses momentos que você encontra as raridades esquecidas nos álbuns e reaviva dentro de você a vontade e orgulho por colecionar, mas precisa seguir um processo mínimo para isso:

Separe seus itens

Muitas vezes compramos ou obtemos itens para nossas coleções e a correria do dia-a-dia não nos permite organizar corretamente cada item.

Com o passar do tempo, colocamos uma moeda ou selo que acabamos de comprar no espaço vago do álbum e deixamos lá para uma organização futura.

O primeiro passo para uma boa organização de coleção é a separação de seus itens em conjuntos comuns e cada colecionador tem sua preferência de agrupar seus itens.

Para essa tarefa ficar mais fácil, se a sua coleção é pequena, eu recomento retirar dos álbuns tudo que está fora do padrão e começar a separar ou agrupar os itens de acordo com sua preferência ou forma de colecionar.

Separe os itens de sua coleção de acordo com a sua forma ou preferência de colecionar: por país, por denominação, por material, por temática, por ano, por valor, etc.

Depois de tudo separado, vamos para o segundo passo.

Faça o inventário

Para cada item de cada conjunto, identifique-o e avalie o estado de conservação e as características. Esse é o momento para fazer o inventário de seus itens, registrar os que você tem e os itens que faltam em sua coleção.

No caso de moedas, utilize o catálogo do Collectgram, disponível gratuitamente na web ou no aplicativo para Android ou iOS (iPhone), para localizar informações, verificar a quantidade emitida de cada item.

Banner de parceria entre Diniz Numismática e Collectgram

No mesmo aplicativo, você pode registrar as moedas que você tem e as moedas que quer ter na sua coleção. Isso facilitará na hora de buscar novos itens para sua coleção, porque você saberá exatamente o que comprar.

Faça registro fotográfico

Já que você está com o celular do lado, fotografe cada item da sua coleção. O registro fotográfico te ajudará na hora de localizar seu item, além de ser uma prova importante para comprovar sua propriedade caso ocorra algum furto.

O aplicativo do Collectgram permitirá em breve o cadastro de fotos de seus itens diretamente no app, essas fotos poderão ser usadas quando a funcionalidade for liberada.

Acondicione corretamente

Analise como seus itens estão guardados individualmente. Veja se as embalagens como envelopes, coin holders, classificadores, blisters, álbuns, etc. não precisam ser substituídos.

Com o passar do tempo, esses artigos perdem suas propriedades de proteção e passam a prejudicar o item acondicionado nos mesmos.

Manter seus itens organizados e acondicionados corretamente não deve ser encarado como uma obrigação chata, mas um prazer e uma forma de valorizar sua coleção.

3. Colocar itens repetidos a venda

Todo colecionador mantém um acervo com peças repetidas. Seja uma moeda MBC que você mantém mesmo após adquirir uma flor de cunho para substituí-la, ou então aquelas 5 cédulas flor de estampa que estavam a um preço bem em conta naquela feira.

Ter vários itens é bom, mas vários itens repetidos nem tanto. Sua coleção precisa de novidades e a melhor forma de diversificar sem gastar muito é vendendo itens repetidos para comprar novos itens.

Então, a dica final para você fazer enquanto está de quarentena ou isolamento social devido ao coronavírus COVID-19 é identificar os itens repetidos que estão em sua coleção e separá-los para venda.

E se forem moedas, o melhor lugar para você vendê-las, com segurança e transparência é no Marketplace Collectgram.

Clique no botão "Quero vender" no canto superior, faça seu cadastro como vendedor e comece a vender os itens repetidos de sua coleção.


Esperamos que esse momento difícil passe o mais rápido possível e que com essas dicas o isolamento social não seja uma experiência monótona. Estamos todos juntos!